Tihu bonecas de pano: AFRODITE – “A Nascida da Espuma”




“ O mais conhecido mito grego do nascimento de Afrodite ostenta, inevitavelmente, uma ótica paternalista, e mostra a deusa nascida dos órgãos genitais, cortados, de Ouranos - o deus do Céu.

Da espuma que se formou em torno do pênis decepado foi crescendo uma menina. Ela foi primeiro levada pelo mar até Citera, e depois para Chipre, sempre envolta pelas ondas. Lá a linda deusa aportou com seus dois companheiros, Eros cujo nome significa Amor, e Himeros, cujo nome significa Desejo. Quando tocou terra firme, a relva brotou debaixo de seus pés.

Seu nome, para os mortais, era Afrodite, que significa “nascida da espuma”. Também conhecida como Philommedes, “aquela que ama o riso”, Urania, “a celestial” e pandemos, “a que pertence a todos”. Diz-se que ela se apresenta nos sussurros das meninas, em sorrisos, em enganos e em todo doce deleite e encanto do amor.

No Olimpo foi recebida por todos os deuses e deusas, e lá rege todos os atos de procriação e todos os aspectos das artes, do amor e da beleza.

Fonte: A Deusa Interior – Jennifer Barker Woolger e Roger J. Woolger


A TIHU AFRODITE tem os seus pés envoltos por uma renda que lembra a espuma de onde foi criada. Carrega o cinturão do amor com o qual envolvia os amantes; o espelho (na forma da concha da sereia que encanta); o coração que pulsa amor, as jóias e a seda que evidenciam a delicada beleza. As flores são adornos indispensáveis, já que é considerada “a deusa das flores”!

Esta Tihu está impregnada por uma energia de amor doce, espontâneo, infantil; pois em essência, este é o amor de Afrodite, que mais tarde foi deturpado e potencializado como um amor meramente sensual e sexual.

Em muitos momentos a liberdade de Afrodite foi honrada pelas “bruxas”, por este motivo o pentagrama pode ser um símbolo associado a ela.

Precisamos resgatar a essência generosa e amorosa de Afrodite e entender que o sexo e a sensualidade são, apenas, alguns dos instrumentos ou das artes que esta Deusa nos apresenta. Ela não é sexo, ela não é uma mulher que nasceu para atender aos desejos eróticos masculinos. Ela pulsa o amor caloroso da Grande Mãe.


NOTA:

As bonecas são “instrumentos mágicos” de cura e fortalecimento do sagrado Feminino. As bonecas também são curadoras de crianças feridas e elos de conexão com a Mãe Terra, a Natureza, a força Feminina.

Iniciei o feitio das Tihu Deusas Gregas, a pedido das terapeutas Andrea Breda e Mônica Pinheiro. A quem agradeço pela confiança e pela seriedade com que estão tecendo este novo trabalho!

Desenvolvi 9(nove) bonecas de pano. Tihus Deusas Gregas: Deméter, Perséfone, Hera, Afrodite, Ártemis, Atenas, Héstia, Lilith e Gaia.

Ao final, depois de estar com as Deusas prontinhas, foi possível ver, claramente, 8 (oito) delas como portadoras de importantes aspectos do Feminino, que quando se fundem, formam um sistema vivo, chamado Gaia, a Mãe Terra.


4 visualizações
  • Facebook
  • Instagram

© 2019 Débora Dalsasso by Páginadois