Gaia – “A Mãe Terra, nossa Mãe Natureza!”


“ É difícil para nós, hoje, imaginar o que seria haver uma deusa e os mistérios da terra no cerne da vida cultural e espiritual. Mais de dois mil anos de cultura judeu-cristã nos acostumaram a pensar em tudo o que é Divino, como Masculino, estando de alguma forma, “lá em cima” no céu. Como resultado, nós praticamente esquecemos o que significa considerar a terra em que pisamos como sagrada, como verdadeiramente a nossa mãe, como local onde habitam deusas e deuses. Fora de nossas cidades, com sua consciência supostamente superior e “civilizada”, determinados lugares, geralmente de estonteante beleza natural – cavernas, nascentes, bosques, montanhas -, sempre foram tidos como sagrados em virtude da energia espiritual que deles emana. Por toda a Irlanda, originalmente uma cultura matriarcal, existem muitas “fontes sagradas” que, embora mais tarde benevolentemente cristianizadas, eram outrora vistas como os órgãos genitais da Mãe terra de onde a força vital, ou woivre ou “poder da serpente”, fluía.

Gaia ou Ge, cujo nome significa “terra”, era avó de Deméter, a deusa que traz as caracteísticas da mãe.”

Fonte: A Deusa Interior – Jennifer Barker Woolger e Roger J. Woolger


A TIHU Gaia, mostra uma mulher gestando as montanhas, a Terra. Em sua barriga ela traz o fruto da vida, uma cabaça (símbolo do Feminino na cultura Guarani). Os cabelos são verdes das matas, as águas correm por ela, os minerais a adornam, assim como as penas e os pêlos dos animais. Ela vem na forma de uma mulher indígena - povo essencialmente ligado à Mãe Terra. E tem algo de infantil em sua expressão. Senti como um recado de que a Terra está renascendo, a Terra vai se renovar neste momento planetário em que vivemos. Gaia fala da conexão entre todas as coisas, da inter-relação, da co-dependência, da unidade na diversidade. Ela é o grande Amor.


Todas as Tihu Deusas Gregas estão assentadas num balaio feito pelas artesãs Guarani. Lembrando que nós, no Brasil, temos nossa ancestralidade enraizada no povo indígena, no trançado das mãos e ventres das mulheres Guarani, ou seja, temos nossas raízes, fortemente, vinculadas à Mãe Natureza, Gaia.


Com Gaia finalizo as postagens das 9 Deusas Gregas que foram preparadas com muito carinho para o trabalho terapêutico conduzido por Andráa Breda e Mônica Pinheiro.

Gratidão!

NOTA:

As bonecas são “instrumentos mágicos” de cura e fortalecimento do sagrado Feminino. As bonecas também são curadoras de crianças feridas e elos de conexão com a Mãe Terra, a Natureza, a força Feminina.

Iniciei o feitio das Tihu Deusas Gregas, a pedido das terapeutas Andrea Breda e Mônica Pinheiro. A quem agradeço pela confiança e pela seriedade com que estão tecendo este novo trabalho!

Desenvolvi 9(nove) bonecas de pano. Tihus Deusas Gregas: Deméter, Perséfone, Hera, Afrodite, Ártemis, Atenas, Héstia, Lilith e Gaia.

Ao final, depois de estar com as Deusas prontinhas, foi possível ver, claramente, 8 (oito) delas como portadoras de importantes aspectos do Feminino, que quando se fundem, formam um sistema vivo, chamado Gaia, a Mãe Terra.




16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo