COLEÇÃO NHEERY - O Ser Sagrado da “Mata Atlântica”

Atualizado: Jul 21


Vou contar aqui, um pouco da história desta coleção de bonecas de pano, que, neste momento, dá seus primeiros frutos. Comecei achando que seria um trabalho sobre as Deusas Guarani, mas logo no início os Espíritos da Natureza se apresentaram, e as lembranças de árvores da Mata Atlântica começaram a ser confeccionadas em forma de bonecas. Para minha surpresa algumas anciãs acompanhadas de animais também foram aparecendo em meus pensamentos e então, a Coleção cresceu e se subdividiu em 3 Linhas. E, provavelmente, todas elas terão a Linha Mini*.


COLEÇÃO NHEERY (O Ser Sagrado da “Mata Atlântica”):

LINHA NHANDETCHY KUERY (Nossas Mães)

LINHA TCHEDJARYI KUERY (Nossas Avós)

LINHA NHEÊ (Espíritos da Natureza)


Desde 2018 eu já tinha um chamado interno para conhecer e incentivar o feitio de bonecas Guarani, da aldeia Yynn Moroti Wherá – Biguaçu/SC. Sempre recebi apoio para criar bonecas com o artesanato desenvolvido por eles. Celita Antunes (Djatchuka) - liderança feminina, conhecedora das ervas e da sabedoria Guarani, moradora da aldeia - entendeu a minha vontade:


· Fortalecer o repasse da sabedoria ancestral, dentro e fora das aldeias. Pois nas narrativas Guarani, o Feminino não é compartimentado e a relação com todas as formas de vida (Natureza) é saudável e respeitosa.

· Auxiliar na cura do nosso Feminino (de homens e mulheres), acolhendo nossa ancestralidade genética (avós indígenas) e anímica (Mãe Natureza), honrando nossa origem brasileira.


Afinal, a grande maioria dos brasileiros e brasileiras, tem em seu DNA, a raça indígena; mas infelizmente não sabemos disto, não respeitamos essa história. Continuamos falando que “em nosso sangue, somos europeus”. Esquecemos que muitas de nossas tataravós e bisavós foram raptadas das aldeias e violentadas, deixando dentro de cada um de nós, muito o que curar nessa relação com o Feminino. Além disto, se entendemos a Natureza como Mãe, precisamos olhar para a violência sofrida com a chegada dos não - indígenas nestas terras. Toda a forma equilibrada da relação homem-natureza-sagrado sofreu uma ruptura e com ela nossa relação interna de amor, do potencial Feminino, também.


Seguindo minha caminhada, aprendendo com os ensinamentos dos amigos da aldeia, respeitando as orientações da Celita e acolhendo as conexões que chegam de diferentes formas, finalmente entendi a Coleção NHEERY!


Nesta jornada estou aprendendo que a Mata Atlântica, em essência, é a Mãe do povo Guarani. É ela quem gera, nutre e acolhe as aldeias e o jeito de ser Guarani, repleto de arte e beleza.

Nheery dá o alimento, dá as ervas sagradas, dá o material para o feitio de utensílios e do artesanato sagrado que, também, sustenta economicamente este povo. Os espíritos da natureza! (Linha Nheê)

Nheery sustenta muitas vidas, além das humanas. Através dela os animais de hoje, e os sagrados que habitavam as matas no passado, continuam emanando seus dons a todos. Os espíritos antigos, nossas avós! (Linha Tchedjaryi Kuery)

Nheery emana vida, emana essência, a Unidade do Divino pulsando em diferentes aspectos, Nossas Mães! (Linha Nhandetchy Kuery).


E assim, sigo confeccionando bonecas de pano, manifestando um pouco desta linda sabedoria e agradecendo, sempre, pela existência de um povo tão doce, quanto o Guarani.


*Com a intenção de disponibilizar uma forma mais simples de manter a conexão com Nheery, reverenciando a natureza com materiais naturais, surgiu a Linha Mini. A inspiração veio das bonecas sagradas e mágicas, que sempre fizeram parte da história.

As Mini-Tihu são confeccionadas em linho, algodão ou seda. Recheadas de sementes e grãos. Seus cabelos são de algodão. Podem ser entregues à terra, levadas aos jardins, aos vasos floridos ou podem ficar em altares pessoais. Não são criadas para fazer pedidos, nem realizar desejos, somente para agradecer à generosidade da Vida que nos dá vida!


@tihu_bonecasdepano

@yvypotyguarani

@celita_djatchuka





28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo