• Facebook
  • Instagram

© 2019 Débora Dalsasso by Páginadois

Guardiã das Recordações

Aquela que honra as memórias

Somos muitas pessoas espalhadas pelo planeta. Somos aquelas que honramos as memórias, recordações, lembranças, conhecimentos e sabedorias da ancestralidade, dos povos, da formação da Terra, do Cosmos. Estudamos, reconhecemos, cuidamos e divulgamos informações importantes para nosso momento atual, para o futuro da raça humana e desenvolvimento espiritual de Todos.

 

Eu, Débora Dalsasso, e minha grande amiga Simone Poletto, aos poucos, fomos entendendo que somos responsáveis por uma pequenina parcela dessa grande tarefa coletiva.

A partir de então a vida foi nos mostrando o caminho e estamos preparando ferramentas e oferecendo nossa ajuda dentro de áreas que respeitamos.

 

Projeto Caminhar em Beleza

Estamos desenvolvendo um livreto que nos guiará num trabalho ligado às mulheres. Esse projeto nasceu de um “sonho” e aos poucos vem se materializando. Ainda estamos “saindo da casca’.

Foram 2 anos de imersão, de olhar para dentro, conversas sobre autoconhecimento, ciclos, natureza, ancestralidade, curas, harmonia e beleza.

Criamos 3 Vivências, com a benção e apoio, sempre amoroso, de nosso amigo e orientador Kaká Werá Jecupé. Através de seus ensinamentos, nos transformamos e repassamos um pouco dos aprendizados que temos com ele.

 

Cultura Guarani

De forma muito pessoal e lenta, estamos cada vez mais próximas a uma aldeia, da região de Florianópolis/SC. Primeiro vamos sendo recebidas, acolhidas e, conforme nos tornamos amigas e confiáveis, algumas demandas aparecem.

Honramos as danças, cantos, ritos e artesanato Guarani. Sabemos de sua riqueza e importância para continuidade de povos específicos, dos brasileiros e do planeta. Sabemos que o desenvolvimento do Brasil como uma verdadeira Nação de Luz depende do reconhecimento de nossa ancestralidade e Sabedoria. Amamos a amorosidade e força Guarani.

Portanto, de uma forma aqui, outra ali, vamos dando jeito para que cada vez mais, danças, cantos, ritos, tramas, esculturas, escritos,...sejam manifestados. Assim “colamos” o que foi quebrado; honramos o que foi esquecido e fortalecemos aquilo que está sendo lembrado e reconectado dentro de cada povo indígena e dentro do coração de cada ser humano, em especial, dos brasileiros!

No momento, compramos artesanato deles e revendemos para amigos, assim vamos espalhando essa cultura e incentivando a continuidade de sua arte. Vamos contando sobre a riqueza dessa cultura, vamos encontrando mais amigos pelo caminho, que ajudam, cada um da sua maneira.

Juntos, levamos material para que possam fazer as roupas do Coral, do Grupo de Dança e seus adornos maravilhosos!