“Conforme Manley P. Hall escreve em seu livro Unseen Forces, ‘os quatro elementos são a base dos quatro elementos materiais físicos – Terra, Fogo, Ar e Água –, assim como também são a vida que há por trás deles’.” Veja o primeiro texto da série, Os 5 Elementos: Fogo, Terra, Ar, Água e Madeira.

Neste texto, vamos conhecer o elemento Fogo.

FOGO

Qualidade: é uma energia irradiante, excitável e entusiástica; uma maneira de ser, inspirada e automotivada.

Está ligado ao pensamento concreto – constructo mental –, impulsionando o desejo de que as ideias passem a existir. É o pensar-plasmar.

O eu é sentido como uma projeção do princípio de vida na natureza e procura experiências positivas no campo da ação.

Há necessidade de envolvimento com metas e aspirações progressistas e inspiradas, com trabalhos fisicamente exigentes e ativos.

 

Força: a força do elemento pulsa no fogo de uma fogueira/lareira, na imagem e presença do Sol, no brilho das luminárias, na chama de uma vela/tocha, no cintilar das estrelas e demais astros. Também é traduzido pelas formas diagonais, pontiagudas, triangulares e pela cor vermelha, assim como pelos tons que se originam dela, como rosa, laranja (puxando para o vermelho) e lilás (puxando para o rosa, ou seja, com mais vermelho na mistura).

 

Cura do espaço: os ambientes podem ser quentes, agitados, fortes, cheios de vida. É uma decoração vibrante, que ativa a energia, propiciando o movimento.
A decoração pede a presença do elemento, cuja força está citada no item acima.

 

Cura pessoal: estar próximo ao fogo, praticar atividades físicas e participar de encontros sociais. Usar tons de vermelho, rosa e laranja vibrante.

 

Fogo